"Music is an agreeable harmony for honor of God and the permissible delights of the soul"



segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Arranjos e transcrições...

Na época barroca, era frequente serem recreadas obras dos próprios ou de outros compositores. Bach não fugiu à regra, tendo efectuado vária transcrições (alteração dos instrumentos originais e introdução de componente vocal), às quais juntava, expandia, ou clarifica muitas das suas ideias, desenvolvendo deste modo as composições originais. Um exemplo deste tipo de transcrições é o da Sinfonia da Cantata BWV 146 "Wir mussen durch viel Trubsal", a qual foi composta a partir do primeiro andamento do "Concerto para cravo e cordas em D menor", BW1052, se não vejamos

BW1052 1ºandamento



BWV 146 Sinfonia

3 comentários:

  1. Não querendo introduzir variáveis parasitas ao “post”, é com tristeza que reparo na quantidade de pessoas que assistem ao espectáculo. Muita gente desperdiça uma excelente oportunidade de ouvir boa música, talvez seja um problema da nossa cultura, ou falta dela. Não obstante referi-me apenas à quantidade dos espectadores e não à qualidade. Prova do contrário do que estou a escrever, é o seu blogue, agradeço o facto de me manter formado e informado ao mais alto nível. É impossível ouvir estas músicas sem as sentir.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo seu comentário. Não discordando do que diz, julgo no entanto que o panorama das nossas assistências tem vindo a melhorarr; ouvi recentemente Bach salão nobre do S.Carlos e na Gulbenkian com salas esgotadas.

    ResponderEliminar
  3. Ontem, 11 de Dezembro, tivemos a oportunidade de assistir ao Concerto de Natal da Orquestra Académica Metropolitana no Centro de Congressos das Caldas da Rainha, (CCC) uma excelente sala, em relação ao público, estaria com um terço da capacidade preenchida. Curiosamente o casal à nossa esquerda era inglês e o casal da direita, russo, o concerto terminou com Tchaikovsky. Se aqueles músicos ainda são estudantes… então quando forem profissionais serão para lá de excelentes, o que é muito bom para o nossa cultura o facto de serem todas (devo dizer todas, pois a maioria dos presentes em palco são do sexo feminino) muito jovens.

    ResponderEliminar