"Music is an agreeable harmony for honor of God and the permissible delights of the soul"



terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Conceito e ilustração da "Fuga"

J.S.Bach é geralmente considerado o maior compositor de fugas. Uma fuga é um estilo de composição onde um tema é repetido por vozes que entram sucessivamente e continuam de maneira entrelaçada. O tema começa com uma das vozes isolada. Uma segunda voz entra depois "cantando" o mesmo tema mas noutra tonalidade, enquanto a primeira voz continua desenvolvendo com um acompanhamento contrapontista. As vozes restantes entram sucessivamene, iniciando com o mesmo tema. No restante da fuga “cantam” todas as vozes e, normalmente, múltiplas declarações do tema.

Ilustração gráfica de uma Fuga



Quantos mais vozes mais difícil se torna a interpretação .....

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Contraste e Sintonia...

A  Musica de Bach  (Prelude E minor) e a canção ("Break")  oficial do  filme  "August Rush - O Som do Coração" um drama dirigido por Kirsten Sheridan e escrito por Nick Castle, James V. Hart, Kirsten Sheridan e Paul Castro, e produzido por Richard Barton Lewis.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Obra desconhecida

Especialistas descobrem obra desconhecida de Bach
fonte : estadao.com.br

Especialistas da Universidade Martin Luther de Halle-Wittenberg, no leste da Alemanha, encontraram recentmente numa composição de Johann Sebastian Bach da qual só eram conhecidos até agora os primeiros cinco compassos. A composição era para ser tocada em um órgão, segundo os especialistas. A Universidade referiu que se trata de uma fantasia sobre o coral de Bach Wo Gott der Herr Nicht Bei uns Hält em cópia feita pelo compositor, organista e cantor Leipzig Wilhelm Rust (1822-1892). Em 1858, Rust editou em 26 tomos a primeira obra completa de Bach. A Biblioteca Universitária de Leipzig tinha adquirido há algumas semanas parte do legado do musicólogo em uma casa de leilões da cidade. Os musicólogos Michael Pacholke e Stephan Blaut descobriram a peça desconhecida de Bach ao rever  o legado de Rust. A composição foi analisada exaustivamente pelos especialistas Hans-Joachim Schulze e Peter Wollny, do arquivo de Bach em Leipzig, por isto a Universidade de Halle não tem nenhuma dúvida de que se trata de uma obra original do compositor.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Ave Maria de Bach/Gounod

Numa reunião de amigos, Gounod, um compositor francês do século XIX famoso sobretudo pelas suas óperas e musica sacra, escreveu uma canção baseada (harmonia e textura) no Prelúdio nº1 em Dó Maior, do Cravo Bem Temperado volume 1, BWV 846, de Johann Sebastian Bach, tendo-lhe dado o nome de “Meditação”. Mais tarde juntou o texto da Ave-Maria à essa melodia, fez alguns ajustes no Prelúdio e dedicou-a à sua namorada Rosalie. 

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Pequenos génios..

As obras de Bach serão assim tão fáceis de interpretar ? 




Preludio (Cello Suite nª1)

domingo, 13 de dezembro de 2009

Casa Museu de J.S.Bach



La Bachhaus (Casa de Bach) de Eisenach, Alemanha, é o primeiro museu do mundo dedicado a Johann Sebastian Bach. A “New Bach Society” adquiriu o edifício em 1906, sendo este considerado por muitos como a casa natal de J.S.Bach.
Desde 1907, que esta casa medieval situadana rua da “Capela Frauenplan” de Eisenach funciona como museu. O seu objectivo é transmitir ao público conhecimentos sobre Johann Sebastian Bach e conservar a sua música.
Ver mais...

sábado, 12 de dezembro de 2009

Magnificat BWV243

A obra  de Bach  Magnificat  foi estreada na celebração de Vésperas do Natal de 1723, o primeiro Natal que ele passou em Leipzig, como “chantre” da Igreja de S. Tomás e director musical da cidade.

Foi criada num período dedicado a cantatas e obras para órgão, compostas ao ritmo semanal para o culto luterano, e que fundamentam o reconhecimento generalizado de Bach como um teólogo em música.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Jesu Joy of Man's Desiring

No total, as igrejas de Leipzig necessitavam de cinquenta e oito cantatas por cada ano, para além de outros tipos de música para ocasiões especiais.  Durante uma grande parte de sua carreira em Leipzig, Bach compôs uma cantata por mês. Cerca de 200 do total de 300 cantatas, que ele criou foram preservados. A Cantata BWV 147 "Jesu Joy of man's desiring"  é uma das mais conhecidas. O texto é baseado em versos do Evangelho.



segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Bach em guitarra eléctrica

Para os mais puristas é um insulto,  para outros é uma  fantasia,  mas não será a prova de que a música de Bach é sempre bonita desde que seja bem interpretada.   


Tocata e Fuga em D minor



Air on the G string

domingo, 6 de dezembro de 2009

Catálogo BWV

BWV (Bach-Werke-Verzeichnis), Catálogo de Obras de Bach", em alemão, é o sistema de numeração por temas e não cronológico, criado por Wolfgang Schmieder em 1950, e universalmente usado e aceite como a forma padrão de numerar as obras do compositor.

Temas do catálogo e respectivos agrupamentos BWV

Obras para voz

Cantatas (1–224), Motets (225–231), Liturgical works in Latin (232–243a), Passions and Oratorios (244–249), Secular cantatas (249–249), Chorales (250–438), Songs and aria (439–518), Songs (519–523), Quodlibet (524)

Obras para órgão

Trio sonatas for organ (525–530), Preludes and Fugues, Toccatas and Fugues, and Fantasias for organ (531–581), Passacaglia and Fugue in C minor (582), Trios and miscellaneous pieces for organ (583–591, 598), Concertos for organ (592–597), Chorale Preludes I: Orgelbüchlein (Little Organ Book) (599–644), Chorale Preludes II: Schübler Chorales (645–650), Chorale Preludes III: "Leipzig" Chorale Preludes ("The Great Eighteen" chorales) (651–668), Chorale Preludes IV: "German Organ Mass", part of Clavier-Übung III (669–689), Chorale Preludes V: Kirnberger chorale preludes (690– 713), Miscellaneous chorale preludes (714–764), Partitas and chorale variations (765– 771)

Obras para harpa

Inventions and Sinfonias(772–801), Four Duets from Clavier-Übung II, English Suites(806–811), French Suites(812–817), Miscellaneous suites (818–824), Partitas for keyboard (published as Clavier-Übung I) (825–830), French Overture, from Clavier-Übung II (831), Suites and suite movements (832–845), The Well-Tempered Clavier (846–893), Preludes and fugues, toccatas and fantasias (894–920), Preludes (921-943), Fugues and fughettas (944–962), Sonatas and sonata movements (963–970), Italian Concerto, from Clavier-Übung II (971), Keyboard arrangements of concertos by other composers (972–987), Variations and miscellaneous pieces for keyboard (988–994)

Obras diversas para instrumentos de solo

Works for solo lute (995–1000), Sonatas and partitas for solo violin (1001-1006), Suite for solo lute (1006a), Suites for solo cello (1007–1012), Partita for solo flute (1013)
Obras para teclado e outros instrumentos
Works for violin and keyboard instrument (1014–1026), Sonatas for viola da gamba and keyboard instrument (1027–1029), Sonatas for flute and keyboard instrument (1030–1035), Trio sonatas (1036–1040), Concertos e suites de orquestra, Violin concertos (1041–1045), Brandenburg Concertos (1046–1051), Harpsichord concertos (1052–1065), Orchestral suites (1066–1071), Canons (1072–1078)

Últimas obras

 The Musical Offering and The Art of Fugue (1079–1080)

Recentemente adicionadas ao catálogo

Miscellaneous (BWV 1081–1089) , Neumeister Chorales (BWV 1090–1120), Various organ works (BWV 1121–1126) , Strophic aria (BWV 1127)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Procol Harum e Bach

Será que a parte instrumental de "A Whiter Shade of Pale", dos Procol Harum, que derreteu corações no final da década de 60, não é uma cópia da "Ária da Suite para Orquestra nº3" de Bach, uma das peças mais conhecidas do Universo Clássico?


Música filme "A Paixão de Cristo"

A música de J.S.Bach tornou ainda mais conhecido o filme que detalha as últimas 12 horas de Jesus Cristo antes de sua crucificação – a Última Ceia, as tentações de Satanás, a traição de Judas Iscariotes, o flagelo. Falado em latim e aramaico, foi todo filmado na Itália.





quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

História das Variações Goldberg (BWV 988)

Na época de Bach havia um conde que sofria frequentemente de insónias, ficando noites sem dormir. Nessas ocasiões, Goldberg (tocador de cravo) que vivia em sua casa, tinha que passar a noite na antecâmara a tocar para ele...Certa vez, o conde mencionou, na presença de Bach, que gostaria de ter algumas das suas obras para teclado para Goldberg executar, e que deveriam ser de carácter suave mas também algo vigoroso de modo que ele pudesse ser um pouco consolado por elas nas suas noites sem dormir. Bach imaginou que a melhor maneira de atender a esse desejo seria por meio de variações, cuja escrita ele considerava, até àquela data, uma tarefa ingrata devido ao fundamento harmônico repetidamente semelhante, mas fez-lhe a vontade. Daí em diante, o conde passou a chamar-lhe as "as suas" variações;  nunca se cansou delas e, durante muito tempo, noites sem dormir significavam: 'Caro Goldberg toque para mim uma de minhas variações'. Provavelmente Bach nunca foi tão bem recompensado pelo seu trabalho quanto foi neste. O conde presenteou-o com um cálice de ouro com 100 luízes de ouro. Não obstante, mesmo que o presente tivesse sido mil vezes maior, o seu valor artístico nunca teria sido pago."

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Obras da mulher de Bach?

Académico australiano diz que a mulher de Bach compôs obras

PAULINE ASKIN - REUTERS

SYDNEY - Um acadêmico australiano diz ter encontrado provas de que a mulher de Johann Sebastian Bach compôs várias das obras mais aclamadas do compositor.
Depois de mais de 30 anos de pesquisas que envolveram a polícia forense, o professor Martin Jarvis diz que pode provar claramente que Anna Magdalena Wilcke, a segunda mulher de Bach, escreveu vários dos manuscritos atribuídos a seu famoso marido.
"Não duvido de que os 'conjuntos de violoncelo' não foram escritos por Johann Sebastian", disse Jarvis, que também rege a orquestra de Darwin, à Reuters.
O investigador de estilos musicais pessoais suspeitou do trabalho de Bach quando era estudante da Academia Real de Música de Londres. Ao tocar os 'conjuntos de violoncelo', ele se convenceu de que havia algo errado.
"Em 2001, eu desconstruí os fragmentos das obras e escrevi 18 razões que provam que elas não foram compostas por Bach", disse Jarvis.
Ao longo dos anos, ele disse ter encontrado dois famosos manuscritos de Bach, ambos de 1713, com a letra de Magdalena.
"Considerando que encontrei manuscritos de datam de sete anos antes dela ter conhecido Bach, você tem de se perguntar se há algo errado", disse Jarvis à Reuters.
Ele se convenceu quando obteve uma cópia do manuscrito. Aplicando análises forenses, ele a examinou cuidadosamente e descobriu que a inscrição "Ecrite par Madam Bachen" ("escrito por madame Bachen", em vez de "copiado por") na capa do manuscrito, na letra de um músico amigo de Bach.

"Então você junta todas essas peças e parece haver provas contundentes de que ela estava envolvida", disse Jarvis.

Curiosidades ... Bach

Caminhada de 200 milhas a pé

Embora nunca tenha feito viagens fora da Alemanha, o compositor alemão chegou a cometer verdadeiras loucuras para poder ouvir a música de outros artistas. A sua fama já era grande quando, em Arnstadt, que resolveu pedir uma licença de quatro semanas do trabalho para ouvir o grande organista Dietrich Buxtehude; andou 200 milhas a pé até chegar ao seu destino, Lubeck. O problema é que demorou quatro meses para voltar. Essa "excentricidade" custou-lhe o seu emprego.

Anel de Reincken

Bach escreveu para órgão durante toda a sua vida, sendo como organista virtuose e improvisador genial que seus contemporâneos apreciaram sua arte. Consta que ao fim de um longo improviso sobre An Wasserflüssen Babylon, o velho Reincken - sabidamente um homem orgulhoso - passou-lhe o anel que usava no dedo, e disse em alemão: "Eu pensava que esta arte morreria comigo, mas vejo que ela sobreviverá no senhor". Improvisações que também curvaram duques, príncipes e reis.

Os herdeiros de Bach

Desde Veit Bach, que no século XVI tocava cítara enquanto moía seus grãos, até 1685, quando nasceu Johann Sebastian, são contados 27 músicos Bach, de 33 homens nascidos com este nome. É, portanto, uma tradição respeitabílissima. Ser um Bach significava ter a música no sangue. Dos filhos de J.S.Bach, apenas quatro tiveram destaque no cenário musical:

Wilhelm Friedmann Bach (1710-1794) personalidade instável , dominado pelo alcoolismo, morreu na pobreza,

Carl Philip Emmanuel Bach (1714-1788) era conhecido como o Bach de Berlim e foi o que mais herdou o gênio musical e o caráter de Bach. A sua obra é vastíssima e preciosa.

Johann Chistoph Friederich Bach (1732-1795), autor de oratórios e precursor da sinfonia.

Johann Christian Bach (1735-1782),dedicou-se à ópera, ficou conhecido como o Bach inglês, em Londres. Certa vez encontrou com uma criança muito hábil ao piano, que muito lhe surpreendeu, essa criança era Mozart.


segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Bach em Guitarra

As obras de J.S.Bach não foram compostas para Guitarra clássica. Transcrevê-las para este instrumento não foi por certo uma tarefa simples e mecânica, mas sim uma tarefa crítica e imaginativa em que o musicólogo se colocou alternadamente na pele de compositor e de intérprete, quer para comprender a peça quer para a representar de uma forma adequada em termos de notação. No caso da música medieval como é o caso das obras de Bach a dificuldade é acrescida pois muitas vezes a notação da época era incompleta ou ambígua...

Eis 3 exemplos de interpretações em guitarra de obras que foram originalmente escritas respectivamente para Piano e Cordas, Violino e Cravo       








domingo, 29 de novembro de 2009

J.S.Bach e o Jazz

Será correcto interpretar obras de Bach em ritmo de Jazz? 
Para os mais conservadores é um crime pois as obras originais nunca deverão ser adulteradas...
outros acham que são formas diferentes de expressar a riqueza dos temas... 



Veja também

  • Improvisação  Tocata e Fuga em Dminor por Barbara Dennerlein
http://www.youtube.com/watch?v=ok3osdWzjf0
  • Bobby McFerrin interpretando Ave Maria
http://www.youtube.com/watch?v=sYIIhis6jfI
  • O grupo Swingle Singers interpretando Bach com alegria e respeito sem modificar nada do original
http://www.youtube.com/watch?v=BiWn0eCxLSQ

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A Vida de J.S.Bach ....











Johann Sebastian Bach nasceu em Eisenach, uma pequena cidade da Turíngia, na Alemanha central, a 21 de Março de 1685, era o 8º filho de Johann Ambrosius Bach e de Maria Elisabetta Lämmerhirt.
Foi um compositor e organista do período barroco, sendo curioso que apesar de ser tido como organista virtuoso, a faceta de compositor teve pouco reconhecimento em vida, sendo mesmo considerado antiquado e sem criatividade. Era oriundo de várias famílias tradicionais de músicos, vivendo como instrumentistas e cantores da cidade.
Bach perdeu os seus pais quando tinha apenas 9 anos, tendo ido viver com o seu irmão Johann Chrtistoph Bach o qual acabou por ser o seu primeiro professor de piano.
De 1700 a 1703 foi corista na Capela de São Miguel em Lüneburg, aprendendo, informalmente, teoria com o compositor organista Gorg Bom.
Aos 18 anos teve o seu primeiro emprego, como violinista na corte de Weimar, seguindo pouco depois, para Arnstadt, como organista da Igreja dessa localidade e a partir de 1707, em Mülhausen, casando-se por esta altura com a sua prima Maria Bárbara Bach que lhe deu 7 filhos.
No ano seguinte foi organista na Kapelle do Duque de Saxe-Weimar, posto que abandonou em 1717, desapontado por não ter sido nomeado Kapellmeister.
Em 1717 foi nomeado Kapellmeister na corte de Anhalt-Cöthen, cujo príncipe se interessava mais pela música de câmara do que pela religiosa.
Em 1720 a sua mulher morreu. Um ano depois casou-se em segundas núpcias com Anna Magdalena Wilcken, de 20 anos, filha do trompetista da corte, da qual teve mais 13 filhos.
Dessa abundante descendência, apenas lhe sobreviveram 9 filhos, dois dos quais compositores reconhecidos.
Os últimos 27 anos da sua vida passou-os em Leipzig, onde ocupou um posto de "Kantor" (chefe dos cantores) da Igreja de São Tomás, com funções de ensino, composição e interpretação.
Desde 1740 que tinha vindo a perder a visão, tendo falecido em 1750, na sequência de duas operações a que se submeteu na esperança de contrariar a cegueira que o atingira.

Profundamente religioso, o luteranismo, religião que professava, influenciou toda a sua vida e obra.

J.S.Bach e Numerologia




J.S.Bach tal como Mozart usaram a linguagem cifrada dos números para compor as respectivas obras.

Um exemplo foi demonstrado pelo valor numérico do seu próprio nome: Bach(A=1,B=2, etc,). O resultado de BACH é 14.




Bach vai usar este número com frequência. Por exemplo a Oratória de Natal tem 14 coroais e 14 árias. Na Paixão Segundo S.Mateus, Cristo "canta" em 14 recitivos, etc.




Noutro exemplo a escolha da partitura BWV 1076 para o seu quadro mais conhecido, mostrado acima onde 1+0+7+6=14 .

Vejam o excelente artigo "Os Rosacruzes e a Música Barroca: J.S.Bach assinado por Ariel na Revista Rosacruz da Fraternidade Rosacruz de Portugal.

http://www.fraternidaderosacruz.org/frp_jsb.htm